O que fazer pelo seu cão cardiopata / doente – Receita de Saúde

Vou dizer o que funciona conforme os dias vão passando.

Se você mora em cidade grande (=poluída) terá de proporcionar ao seu cão passeios em locais com ar puro, mas não faça-o correr, preferencialmente curta o clima ou tenha um carrinho (tipo Pet Car).

Não fique ‘preso no trânsito’ com seu peludo no carro, dependendo do grau da enfermidade notará ofegância, tosse, desânimo, etc., o CO2 é bandido.

Se você chegou até aqui imagino que não vai enfiar um cão no porta-malas, mas se inocentemente faz isso (ou faz por que ‘ama seu carro’) repense, ponha seu peludo no banco de trás ou na frente se ele couber na cadeirinha e estiver de cinto, se for um cão grande ou mais de um cão rebata os bancos e deixe as saídas de ar voltadas para eles.

No meu caso adaptei um conduite nas saídas de ar rs, então como sou desprovida de ar condicionado tri-zone acabo por ter meu super ar direcionado.

Em sua casa o mínimo que vai precisar ter é um ventilador no caso de não poder investir em ar condicionado.

A temperatura ideal para eles é de no máximo 25◦ e a umidade relativa do ar deve estar acima de 60%, isso é simples de controlar, tem relógios digitais com essas funções (higrômetro), tem até os que medem o CO2, mas neste caso basta o seu cheirador para saber como anda o ar.

Basicamente você vai dormir tranquilamente quando ouvir seu querido peludo roncando e respirando bem, o ‘aparelho’ que te acorda quando ele passa mal/tem crises vai funcionar com o passar das semanas, você mal vai acreditar que será capaz de sair do último sono quando seu inconsciente notar algum ruído preocupante.

Bem como você vai perder o sono, os cabelos, a fome, ganhar peso, ficar maluco…

Mas se vocês vencerem os primeiros meses…

Vai passar cada dia como se fosse o último, o seu cão (seu filho(a)) pode ser doente, mas vai se tornar o Ser vivo mais feliz e bem tratado ‘do Mundo’.

Deixe seu cão praticar atividade física somente se recomendado pelo Cardiologista, e a cada dia você tem de verificar como está a reação dele e a tolerância as caminhadas e brincadeiras.

Não se preocupe se ele a partir de agora quiser ficar ao seu lado, te seguir ou ficar mais tempo dormindo, a natureza sabe o que faz, respeite todas as sonecas e faça muita companhia para seu querido peludo.

Ao notar ofegância coloque seu peludo no ar corrente (mas não direto), tenha um umidificador de ambiente e questione ao seu Médico o uso de Nebulizador (se com soro ou algum medicamento).

Minha filhona antes de ser cardiopata teve sérios problemas de pulmão, então como eu não tinha recurso nenhum eu a levava para tomar banho comigo e fazia muito vapor para ela inalar no banheiro, no começo quem disse que aquele bicho enorme queria ficar no banheiro?!

Depois disso eu nunca mais pude fechar a porta do banheiro, por si só ela já enfiava o fuço no box, empurrava a porta quando ‘chegava atrasada’.

Se o seu cão nada observe-o atentamente para ver se ele não vai passar mal, se o esforço não é muito e agora vai ter de secá-lo bem, nada mais de ficar úmido pelo quintal.

Caso a temperatura esteja abaixo de 20◦ e você sinta ‘aquele friozinho’ típico de noites coloque roupa no seu cão, mas nada daquelas roupas grossas, prefira as malhas 100% algodão.

De agora em diante seu cão não deve passar sustos, fuja dos locais onde os malditos pilantras ficam soltando fogos, ao andar de carro fuja das buzinas constantes dos acéfalos dos motoboys. Quando souber que vai ter barulho use algodão nos ouvidos de não esqueça de tirar (eu já esqueci… aiaiai).

Seu cão não pode mais ficar exposto aos banhos de Pet’s barulhentos e com ambiente quente, tem que ser horário especial, banho individual, local com menos tosadores trabalhando…

(e jamais deixe-o sentir o baque da temperatura na saída do banho)

A alimentação…

Tanta controvérsia que já ouvi.

Mais uma vez é o que vejo funcionar, ok?

Acho que a ração cardíaca é uma bomba calórica e a recomendo para estado de caquexia, se seu cão tiver idade acima de 7 anos pode dar alimento tipo ‘sênior’, petisco industrializado infelizmente não serve, faça-os em casa, ofereça frutas, muita água de côco, isotônicos.

Pena que nem sempre eles aceitam, mas precisam estar hidratados, veja sempre a boca e o nariz do seu filho, mucosas não podem estar esbranquiçadas, amareladas ou muito avermelhadas, o nariz normalmente é úmido, deve ter a aparência ‘fresca’.

Crie o hábito de conhecer o som da respiração, se ouvir algo parecido com ‘nariz entupido’ ou qualquer outra coisa corra para o Médico, você precisa ter os contatos de Médico e precisa de uma clínica perto da sua casa, se não tiver vá todo santo mês ao Veterinário.

Mantenha exames em dia, crie o hábito de acompanhar, agora você vai frequentar a clínica veterinária bem mais do que gostaria, para a maioria dos cães acaba sendo passeio.

Sim, é caro manter um cão enfermo, em todos os sentidos, pensa só, eles nem podem ficar sozinhos se você planejar sair de casa por mais tempo já tem de deixar alguém cuidando ou deixá-lo no Hotel.

Medicamentos como Vetmedin/Pimobendan precisam ser ingeridos antes das refeições, respeite os horários dos medicamentos, se seu bicho toma diurético naturalmente (e espera-se) que ele vá fazer mais xixi, mantenha o local limpo, as patas limpas, ofereça muito líquido (exceto os com restrição médica).

Se a barriga inchar corra, tem que se preocupar com inchaço abdominal tanto quanto com ‘chiado na respiração’.

Alguns cães não conseguem dormir direito por muitas horas e começam a tossir, se isso acontece tente elevar a cabeçeira da cama em alguns centímetros, isso vai evitar acúmulo de água nos pulmões.

Mantenho o cilindro de oxigênio perto de mim para o caso de ter alguma crise, para casos mais adiantados o cão precisa fazer oxigenioterapia em casa, precisa ter para correr para o médico…

Com o tempo você vai entender e questione, sempre questione, estude sobre o assunto, troque ideias com conhecidos e sugue seu Médico!

Não tenha vergonha de perguntar e não deixe que ele fale contigo em termos técnicos a menos que você os entenda perfeitamente, indague sobre cada medicação, é importante entender a lógica do novo funcionamento do organismo do seu filho peludo.

Nunca deixe nenhum medicamento chegar perto do fim para comprar outro, eles podem faltar e de agora em diante todos eles são necessários para uma vida longa e saudável para seu peludo.

São tantos detalhes que provavelmente pulei muitos, mas a receita para uma vida longa estou aprendendo a cada dia.

Quando for sair com seu cão não esqueça de nada, faça uma lista até acostumar com a nova rotina.

Olha só meu porta-malas, isso parece um carro SUV? rs

Cilindro de oxigênio no cantinho direito, caixa de remédio, cama, roupa, bolsa de medicamento/higiene, vários tipos de alimentos específicos debaixo desse cobertorzinho rosa…

Leslie e Amanda

Que todos nós tenhamos muita saúde, vamos aproveitar cada dia.

About these ads
Esse post foi publicado em Não categorizado e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

6 respostas para O que fazer pelo seu cão cardiopata / doente – Receita de Saúde

  1. Francisco de Assis Pereira de Sousa disse:

    Adorei suas preciosas dicas. Tenho uma filha peluda de nome Kity (08 anos) e foi diagnosticada recentemente com Cardiomiopatia dilatada. Respiração ofegante, tosse com engasgo, inchaço do abdômen e tórax, pouco ânimo, são alguns do sintomas que ela apresenta. Amanhã farei o pedido do pimobendan 9mg para começar o tratamento.

  2. adri disse:

    nossa, suas dicas cairam tão bem numa noite difícil que tive com meu animal!! respiração ruim, ofegante e irritado! (agora lendo vi que é agua no pulmao, levantei cabereira, tentei, digo, rs) é como vc disse, cada noite é difícil, dá medo, sair de perto me dá culpa.. seu artigo mostrou que faço muita coisa certa por instinto, mas posso fazer mais!gostaria de poder manter contato, muita coisa que vc disse aqui veterinario nem sonha em falar. se pudermos trocar idéias, seria de muita valia para mim. o meu animal é um lindo weimairaner de 13 anos 8 meses, cardiopata em tratamento.Notei que ele nao fica bem nas madrugadas, la pelas 2 horas da manha e gostaria de saber o que poderia fazer para minimizar esse momento e até que hora devo interceder e levar numa emergência e quais socorros eu poderia prestar? tenho tantas dúvidas, busco orientação como essa maravilhosa que vc postpu aqui! Que aparelho é esse que monitora o sono do animal? jura que existe? meu gde dilema é a hora de dormir, minha casa é alta e cheia de escadas, então diminui muito as entradas dele, aí eu fico com ele toda noite, enrolo ate duas horas ou mais e vou dormir, mas durmo culpada, pq nao ouço quase nada de meu quarto, pensei em baba eletronica, mas nao teria alcance, isso esta me consumindo. estou cansada, preciso dormir, mas nao tenho coragem de ir para meu quarto, mas passo frio demais aqui (tenho uma disfunção e sinto frio em excesso) e sei que o aquecedor prejudicaria o ambiente. Estou aqui, escrevendo e esperando o sono tranquilo dele para poder ir dormi, to pesquisando no google “sono do cachorro cardiopata” e achei seu texto Estou aqui, . pq ele nao esta mto legal. Eu Nao conheço o remedio que vc mencionou,, para que serve? gostaria muito mesmo de poder trocar informações, vc acredita que eu cogitei alugar oxigenio?Esse aparelho que mede o ar, onde comprou? eu coloquei uma bacia de agua na sala dele. acho que precisarei de dicas para criar o melhor ambiente possível para ele, e tentar me preservar um pouco, ando cansada, lutando contra o sono, passando frio e com contante sensação de medo. por favor, peço se posso ter contato para elucidar essas dúvidas que me consomem e buscar a melhr qualidade para ele e também estar preparada para emergênicas e saber atuar. parabens pelo texto

  3. adri disse:

    o arthur tem sopro sistolico em foco mitral grau III e Iv. doença valvar cronica de mitral e tripuspede, insuficiencia valvar mitral de grau importante, insuf valvar tricuspide de grau importante e disfunção diastolica de grau importante

  4. Luciane Giseli R L Silvano disse:

    ADOREI O TEXTO! ESTOU COMEÇANDO NESSA JORNADA!

  5. annik disse:

    ola! gostei muito do seiu artigo…perdi meu poodle com 14 aNOS de edema pulmonar por falta de informação….ele tinha endocardiose..por favor me oriente…estou me sentindo muito culpada por nao ter dado a atençao q ele merecia…obrigada..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s