Wake up

Digo sobre a vida.

Falo sobre os dias que percorremos cheios de dúvidas, minutos de intermináveis alegrias, dias de dores inexplicáveis.

Sabemos o que sentimos e por que sentimos, sabemos qual é a porta da saída mas algum motivo sempre nos impede de chegar até ela.

Dignidade pra estar aqui, dignidade ao sair?

Noites dormidas apenas para suportar o dia seguinte, dias vividos pra manter o mínimo necessário, procura-se desesperadamente a resposta das nossas estranhas perguntas, perguntas simples, perguntas cabulosas.

Seus olhos estão semi-abertos, sua vida está no semi-ócio. Será uma semi-vida?

Grandeza inexplorada por miseráveis e pequenos seres de idéias medianas.

Perdido, anulado, desanimado, jogado fora?

Digo que a vida pode começar agora, falo que um destes intermináveis recomeços valem a pena. Somos pequenos e só podemos caminhar adiante, somos gigantes por que vivemos em extremos que só os colossais podem suportar.

Então nosso amanhã sempre terá algo de mais fácil.

Anúncios
Esse post foi publicado em Não categorizado. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s